• ter. jun 25th, 2024

Talentos de Rio Verde: Maria José Jardim Godoi, a Poesia que Toca o Coração do Brasil

Maria José Jardim Godoi, nasceu e vive em Rio Verde GO, fã incondicional de Cora Coralina possui 4 livros publicados , sendo eles Varal de Sonhos, Memórias Agridoces ( publicados em dez países) , Sussurros do coração e
Rascunhos poéticos .Ela escreve sobre os sentimentos ,a natureza e a vida de uma forma muito musical objetivando tocar profundamente o coração dos leitores. Professora aposentada, graduada em Letras pela FAFI ( hoje UNIRV)
Pós graduada em produção, recepção de textos e literatura pela UNIRV. Para ela, os sonhos dependurados no grande varal da existência podem se tornar realidade quando resgatamos nossas memórias ,doces ou amargas, quando
nos permitimos ouvir os sussurros do coração e sobretudo quando nos conscientizarmos que somos rascunhos inacabados de nós mesmos.

Último beijo( Sussurros do coração)

Eu não sabia que aquele

Era seu beijo de adeus

Você foi-se embora para sempre

Levando os sonhos meus

E como eu não sabia

Que aquele era o nosso fim

Não pude guardar comigo

Nenhuma lembrança para mim

Nas veias do meu corpo

Nas paredes do coração

Ficaram tatuadas para sempre

As marcas da emoção

Nos meus braços ainda resta

Os abraços que me deu

Em meus lábios sinto ainda

O amargo gosto do adeus

Se eu soubesse aquele dia

Tudo que eu sei agora

Teria te trancado em meu peito

E você jamais iria embora

Teria posto no cofre

Cada palavra que você disse

Cada gesto, cada olhar

Teria te feito jurar

Que nunca ia me deixar

Por isso ,vou colocar

Meu coração de castigo

Vou puni_lo bravamente

Por deixar me apaixonar

Nessa vida novamente

Nossa felicidade (Varal de sonhos)

Eu nunca imaginei

Amar alguém tanto assim

Parece que o coração

Não cabe mais dentro de mim

Essa tal felicidade

Que agora estou a sentir

Eu não sei por quanto tempo

Ela ainda irá existir.

Não importa o que aconteça

Que rumo tudo vai tomar

A única coisa que importa

É que sempre vou te amar

 E também não importa

Se é um dia ou um mês

Um minuto ou um segundo

Ela é muito maior

Que tudo que há no mundo

Se amanhã por ventura

Você disser que acabou

Eu guardarei para sempre

Cada pedacinho desse amor

A nossa paixão é tão linda

Tão forte e verdadeira

Que mesmo que acabe agora

Terá durado uma vida inteira.

Preconceito (Memórias Agridoces)

Esse mundo é tão injusto

Faz- me sentir muito mal

Trata de forma diferente

Aquele que é igual

Ele mede seu valor

Olhando a cor da sua pele

E esquece que nas veias

O sangue que corre é igual

Vermelho ,símbolo de luta, afinal.

Esquece que somos feitos

Da mesma matéria-prima

Filhos do mesmo pai

Expostos a mesma sina

Esquece que em cada um

Também bate um coração

Cheio de sonhos e esperanças

De amor e ilusão

Que cada um tem direito

 A um pedaço desse chão

Esquece que o caráter

Não tem cor, religião

Sexo, idade ou nação

Sempre vou me perguntar

Por que esse nosso mundo

Não pode  um dia ser normal?

Por que tratar diferente

Aquele que é igual?


Links da autora
https://www.facebook.com/mariajose.jardimgodoi?mibextid=ZbWKwL
https://p.eduzz.com/2012620
https://www.amazon.es/dp/658995299X0