• qui. abr 18th, 2024

Goiás Desponta na Economia Nacional com Crescimento de 10%

ByJORNAL GÓIAS

jan 25, 2024

Goiás celebra um desempenho econômico excepcional, revelado pelo levantamento do Índice de Atividade Econômica (IBCR), uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB), publicado pelo Banco Central (BC). Os números apontam para um crescimento de 10% na atividade econômica em novembro de 2023, uma notável expansão em comparação com o mesmo mês de 2022, enquanto o crescimento nacional ficou em 2,2%. Esses indicadores positivos posicionam Goiás como um destaque no cenário econômico do país.

Destaque na Variação Mensal e no Acumulado do Ano:

Além do impressionante crescimento anual, Goiás brilha na variação mensal com ajuste sazonal, apresentando um crescimento de 4,1% em novembro em comparação com outubro. Este resultado supera a média nacional, que registrou uma alta de apenas 0,01%. Essa performance coloca Goiás no topo da lista, conquistando o melhor resultado entre os estados brasileiros.

No acumulado do ano, o estado não decepciona, exibindo um crescimento econômico de 5,6%, superando significativamente a média nacional de 2,4%. Goiás alcança a segunda posição no ranking, ficando atrás apenas do Paraná.

Papel Fundamental da Indústria no Crescimento:

Erik Figueiredo, diretor-executivo do Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB), destaca que o setor industrial goiano desempenhou um papel crucial nesse crescimento. A produção industrial do estado cresceu impressionantes 16,6% no comparativo interanual, enquanto o Brasil teve um crescimento de apenas 0,1%. O setor agropecuário também contribuiu significativamente, com um crescimento na casa de 12% a 13% ao longo do ano.

“A aceleração da indústria contribui para a evolução da produtividade de empregos em Goiás. Temos indicadores robustos que explicam esse crescimento do estado em 2023”, destaca Figueiredo.

Perspectivas e Preparação para 2024:

Com olhos voltados para o futuro, Erik Figueiredo revela que o IMB já está trabalhando nas projeções para 2024 desde o final de 2023. Considerando as estimativas de queda para o agronegócio brasileiro em 2024, o estado está se preparando para enfrentar eventuais impactos. A expectativa é manter o crescimento e melhorar o ambiente de negócios em Goiás.

“A nossa expectativa é de manter esse crescimento em 2024. Estamos atentos ao que o estado pode fazer para melhorar o ambiente de negócios em Goiás”, afirma Figueiredo.

As projeções do IBGE indicam quedas em algumas culturas, mas Figueiredo destaca ações preventivas para mitigar os efeitos. Goiás está determinado a continuar sua trajetória de crescimento, prevendo um crescimento de 6%, quase o dobro da média nacional estimada em 3,3%. O estado destaca-se como um exemplo de resiliência e prosperidade econômica em um cenário desafiador.