• seg. maio 27th, 2024

COMO AS PESSOAS BEM SUCEDIDAS SE LIVRAM DAS CRENÇAS QUE LIMITAM

ByJORNAL GÓIAS

jun 12, 2019

Bianca Benevenuti Psicologa e Terapeuta Sistêmica CRP 05/29057 Instagran @psicologabiabenevenuti

Você deseja ser bem sucedido na vida? O que você considera ser bem sucedido?

Bem, independente do padrão que você tenha sobre ser bem sucedido, uma coisa é certa, caso você não acredite de verdade que possa ser, você não será! Isso, na verdade é um fator que diferencia os que são bem sucedidos, eles realmente acreditam!

E é sobre este acreditar que quero tratar hoje nestas poucas, mas importantes linhas: Como mudar minhas crenças, que geram meus pensamentos e que influenciam meus comportamentos?

Lembre-se: Nossos pensamentos se transformam em nossas palavras, palavras se transformam em pensamentos, pensamentos se tornam em verdade e verdades se tornam em comportamentos e  atitudes.

Mas primeiro, vamos conhecer o que  que são crenças.

As crenças são as idéias e percepções de uma pessoa, consideradas por ela como absolutas e verdadeiras. As crenças são formadas a partir da visão que a pessoa tem de si e do mundo. É através de nossas crenças que olhamos para todas as situações de nossa vida. As crenças, muito frequentemente, são desenvolvidas durante e infância e no decorrer das vivências são reafirmadas. Segundo (Morin 2002), desde o nascimento, através da cultura familiar e, posteriormente, através da cultura social, o imprinting (impressão) vai impondo sua marca e, tal qual uma cicatriz, passa a fazer parte da constituição do sujeito, sua individualidade, e com ele permanece continuamente. As crenças são formadas através de observação, da escuta e da formação do pensamento. Morin (2002a) considera a existência de dois tipos de pensamento: o pensamento racional, ligado à lógica, ao cálculo e à razão, e o pensamento mítico, relacionado a um âmbito mitológico, do imaginá- rio, das analogias e dos símbolos. Segundo o autor, o raciocínio humano acontece a partir da articulação destes dois tipos de pensamento, que não podem ser vistos separadamente, de forma que a esfera imaginária – dos mitos, religiões, crenças – adquire para o ser humano tanta importância quanto a esfera do pensamento racional

Muitas vezes as crenças são conclusões desenvolvidas em situações traumáticas. Por exemplo, uma criança que tenha sido espancada por seu pai pode concluir que isto ocorria por ela ser má, e assim mantém a crença ao longo da vida mesmo que na idade adulta perceba que adultos não devem espancar crianças. Muitas vezes a compreensão de que na realidade ela não era má não se faz suficiente para evitar que esta crença interfira atualmente em sua auto estima, pois nem sempre a crença é algo percebido de forma consciente.

O que são valores?

Os valores são valores morais que afetam a conduta das pessoas. Esses valores morais podem também ser considerados valores sociais e éticos, e constituem um conjunto de regras estabelecidas para uma convivência saudável dentro de uma sociedade. Cada pessoa tem a sua hierarquia de valores, e isso pode fazer muita diferença em seu comportamento para cada situação. Alguns momentos podem causar conflitos de valores e confusão mental, especialmente quando o indivíduo não conhece seus valores pessoais. Quando você consegue identificar seus valores pessoais, por outro lado, passa a ter capacidade para alterá-los, mudando seu foco e seu destino.

As crenças e valores pessoais influenciam o comportamento individual e são responsáveis por determinar as ações de cada pessoa.

As crenças são portanto, um misto de Valores, pensamentos, cultura familiar e social.

E Crenças limitantes, o que são?

Crenças limitantes são resultados de interpretações negativas das experiências que vivemos. No momento que nos identificamos com uma situação ou modelo, nossas decisões sofrem influências daquele padrão, impedindo a mudança de paradigmas. Por mais que achamos que presenciamos a realidade, ela é constituída através do nosso sistema de crenças e valores. A realidade em si é percebida através das informações que obtivemos durante nossa trajetória.

Tipos de crenças

Crenças hereditárias

É representada por tudo aquilo que o indivíduo ouve dos pais e observa em seu sistema familiar. Frases como “você não faz nada direito”, “você deixa tudo pela metade”, “você nunca vai conseguir ninguém”, “tem que seguir o exemplo do seu irmão” e “você é burro” ficam registradas para toda a vida. O mesmo vale para a vivência de situações que envolvem traição, brigas por dinheiro, excesso ou ausência de regras, relação com a comida e injustiças.

Sofremos  condicionamentos desde a infância por parte dos pais, com o método de educação ensinada  com base nas suas próprias experiências de vida.

Isso é natural e inevitável, pois eles querem transmitir o que julgam correto na visão de suas crenças. Muitas vezes os pais criam seus filhos baseado no medo, ameaça, e com crenças limitantes em relação a vários fatores na vida. A distorção é criada a partir da identificação com essas informações vivenciadas.

Segundo Araújo, cada ser humano, seu modo de ser, agir, pensar e sentir, é resultado da interação de diferentes dimensões, com características específicas, mas que se inter relacionam, e que, em conjunto, fazem parte de um sistema mais complexo que define a individualidade do sujeito.

O autor afirma que o sujeito psicológico é, ao mesmo tempo, um ser biológico, que sente fome, frio e sede, mas que também tem sentimentos, emoções, desejos. Este mesmo sujeito interage com a realidade externa (objetiva) e também interna (subjetiva) e, nesta relação, constrói uma capacidade cognitiva de organizar suas experiências (Araújo, 2003). Todos os aspectos constituintes do sujeito (biológico, afetivo, sociocultural e cognitivo) atuam simultaneamente, influenciando a maneira de ser, pensar, agir e sentir de cada ser humano.

Crenças sociais

São as crenças populares impostas pela mídia ou pela sociedade. Alguns exemplos comuns são: “o mundo é perigoso”, “os ricos são mais felizes” e “você só será aceito se for magro”.

Crenças pessoais

São as crenças criadas a partir da experiência individual. Elas têm origem hereditária, mas se tornam verdades pelas experiências. Se você foi mandado embora ou não passou no vestibular, pode desenvolver a crença de que não é capaz. Se terminaram o namoro com você, pode acreditar que nunca ninguém vai gostar de você.

Exemplos de crenças limitantes

“Nunca vou conseguir dinheiro suficiente” ou “não tenho dinheiro para nada”;

 “Não tenho tempo para nada”;

“Não sou bom o suficiente”;

“Não sei tudo o que preciso”;

“Não consigo aprender isso”;

“Nunca vou conseguir alcançar meus objetivos ou realizar meus sonhos”;

“Tudo precisa ser perfeito”;

 “Eu não mereço sucesso ou coisas boas”;

“Não sei como resolver esse problema”;

“Eu não posso / não consigo / não sei fazer isso”;

“Sou muito velho para isso”;

“É melhor dar do que receber”;

 “Os outros precisam mudar para minha vida melhorar”;

 “O mundo está em crise, e por isso tudo está muito difícil para mim”;

“Não tenho jeito para isso”;

“Não é possível viver do que se ama”.

Como modificar minhas crenças?

A Física Quântica já constatou que nossos pensamentos podem influenciar em quem nos tornamos, portanto, se você pensar que você é uma pessoa feliz, capaz, realizada, tanto profissionalmente quanto pessoalmente, você será capaz de criar esta realidade para você!

Transformar um processo capaz de reestruturar o ser humano, sua maneira de agir, pensar, decidir e escolher, é a grande saída para ser bem sucedido. O caminho é sempre através do próprio ser humano, fazendo seu poder de compreensão expandir-se.

Veja bem…Se Nossos pensamentos se transformam em nossas palavras, palavras se transformam em pensamentos, pensamentos se tornam em verdade e verdades se tornam em comportamentos e  atitudes. Qual deve ser seu primeiro passo para atingir o sucesso?

1-Crer que você pode!!!

2-Ter atitudes que reforçam que você pode

3-Não desanimar, caso não consiga na primeira tentativa

4-Buscar ter um olhar mais positivo para a vida

5-Comemorar a cada passo dado e conquista realizada.

Minha sugestão é que você treine estes passos, crie oportunidades para treina-los, e depois me conta o que você tem conseguido realizar.