• qui. fev 22nd, 2024

AS CANTORAS DO RÁDIO NA VÉSPERA DO DIA DAS MÃES

ByJORNAL GÓIAS

abr 29, 2019

AS CANTORAS DO RÁDIO /Ellen de Lima e Luciene Franco brindam a véspera do Dia das Mães com sucessos da MPB

Véspera do Dia das Mães e a grande dica de presente para as mamães é um ingresso para o show Cantoras do Rádio, com as divas da MPB Ellen de Lima e Luciene Franco. O espetáculo em única apresentação acontecerá no sábado, dia 11 de Maio, às 20h, na Lona Cultural Carlos Zéfiro, em Anchieta – Zona Norte do Rio.

Vozes importantes que marcam a música brasileira desde os anos 1950, Ellen de Lima e Luciene Franco vão reviver as mais belas canções da MPB. O espetáculo é inspirador tanto para jovens, quanto para adultos e o público de terceira idade, que cresceu ouvindo Ellen e Luciene na época de ouro das rádios do Brasil. Aos novos, o exemplo de cantar bem e música boa ao vivo, aos mais velhos a motivação de que a arte não tem idade, nem fim.

Ellen de Lima começou sua carreira em 1950, apresentando-se no programa “César de Alencar”, destinado à descoberta de novos cantores. Participou também do programa “Alvorada dos Novos”, da Rádio Mayrink Veiga. A artista interpretou sucessos de Ângela Maria no programa “Aí Vem o Sucesso”. Sua importância para música brasileira é tanta que em 1990, recebeu menção honrosa da Câmara Municipal do Rio de Janeiro pelos serviços prestados à música brasileira. Desde 1988, faz parte do grupo As Cantoras do Rádio.

Em seu primeiro disco cantou músicas escritas por Armando Nunes (“Até você”) e de Allain Romano (“Melancolia”). Em 1957, já na Rádio Nacional, fez sucesso com seu bolero “Vício”, de Fernando César, incluído em seu primeiro LP “Só Ellen”, que trazia ainda o sucesso “Mente” (Fernando César). Seus outros sucessos estão no LP “Ellen de Lima” (1963) e no LP “Ellen Canta” com hits como, “Na paz do seu olhar” e “Você é todo mal que me faz bem”, “Cante, Cante”. Ela também passeia por sucessos de Dolores Duran, como “A Noite do Meu Bem”, além de marchinhas carnavalescas dos repertórios de Linda e Dircinha Batista e também do de Carmen e Aurora Miranda.

Luciene Franco iniciou a carreira artística em 1957, quando gravou pela gravadora Copacabana seu primeiro disco, assinando apenas Luciene, com as músicas “Tarde morena de Espanha” (Luís Bonfá) e “Ave Maria” (Vicente Paiva). Em 1958 lançou as músicas “Paz de espírito” (Luiz Bonfá – Reinaldo Dias Leme), “Eu fui de novo à Penha” (Ary Barroso), o samba-canção “Conversa” (Evaldo Gouveia – Jair Amorim) e o samba “Não foi a saudade” (Severino Filho – Alberto Paz). No mesmo ano gravou as clássicas “Manhã de carnaval” e o “Samba do Orfeu” (ambas de Luiz Bonfá e Antônio Maria), as duas músicas pertencentes à trilha sonora do filme “Orfeu do carnaval”, de Marcel Camus.

Nessa época foi levada por Ary Barroso, que a considerava uma de suas cantoras favoritas, para cantar na boate “Friend’s” com Ernâni Filho. Em 1959 gravou o LP “Luciene, A Notável” com orquestração do maestro Severino Filho. Convidada por Ary Barroso participou da festa de aniversário do presidente Juscelino Kubitschek no Palácio Laranjeiras. Vale ressaltar que Luciene foi a primeira cantora a gravar uma canção dos compositores Geraldo Vandré e Baden Powell: “Rosa flor”.

Dois anos depois (1961) o público conheceu um dos seus maiores sucessos: “Ternura antiga” (Dolores Duran – Ribamar) e o samba-canção “Poema do adeus” (Luiz Antônio). Em 1963, gravou com o cantor Moacyr Franco as canções “O bicho papão” (Rogério Cardoso) e “Luzes da Ribalta (Limelight)” (de Charles Chaplin – versão de Antônio de Almeida – João de Barro). E Luciene Franco nunca parou de cantar. Vieram com isso sucessos sequenciais como, “Gente maldosa” (Glauco Fernando Pereira), “Ma vie” (Alain Barrière) – música francesa que ficou nove meses na parada de sucessos em todo o Brasil; o samba “Louco (Ela é seu mundo)” (Wilson Batista – Henrique de Almeida).

Serviço

Lona Cultural Carlos Zéfiro – Estrada Marechal Alencastro, 4113 – Anchieta, Rio de Janeiro. Data: 11 de Maio, sábado. Horário: 20h. Gênero: Música/MPB. Classificação: livre. Capacidade: 320 lugares Contato: lonazefiro.cultura@gmail.com. Informações: 2148-0813. Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia-entrada para todos). Bilheteria de terça a domingo, das 11h às 19h. Informações: 2148.0813